Eugénio de Andrade

“Não sejas como a névoa, nem quimera.
Demora-te, demora-te assim:
Faz do olhar
tempo sem tempo, espaço
limpo – do deserto ou do mar.”

Eugénio de Andrade

Foto: Luís Barreira Sintra, 2014

Foto: Luís Barreira

Sintra, 2014